Grupo de pesquisa do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da UFBA (Póscom)

Fundado em 2001, o grupo de pesquisa ocupou-se, desde o início, com a formulação e aplicação de um procedimento metodológico de análise capaz de sistematizar rigorosamente as perspectivas de abordagem da obra audiovisual, levando em conta a necessária integração dos aspectos materiais de análise, a saber, os elementos específicos da linguagem audiovisual, os elementos estéticos (conjuntos de estratégias voltadas para a produção dos efeitos de sensação), poéticos (conjunto das estratégias voltadas para produção de efeitos emocionais no espectador), e semióticos (conjunto das estratégias voltadas para a produção de sentido). Tal formulação também leva em conta as particularidades dos diferentes tipos de abordagem metodológica de análise audiovisual – a saber, a abordagem pré-textual (que examina o mundo fora do filme através do exame do filme como parte expressiva desse mundo), contextual (examina a relação entre o filme e o mundo fora do filme), textual/contextual (analisa filmes singulares em sua relação com classes de filmes) e textual (descrição e análise de filmes singulares no seu funcionamento interno).

Para além das pesquisas individuais em nível de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado, defendidas pelos membros do grupo desde a sua

fundação (ver abas Membros e Produção Acadêmica), o Laboratório empreendeu, ao longo dos anos, projetos de estudo e de pesquisa coletivos, tais como a revisão das teorias cinematográficas dos formativos aos contemporâneos, estudos sobre o melodrama, metodologias de análise fílmica, teorias do som e da música no cinema e sobre a autobiografia no cinema documentário. Além disso, se dedicou, igualmente, a estudos de caso que investigaram a obra de Pedro Almodóvar, o Neorrealismo italiano, o Decálogo de Krzysztof Kieślowski e História(s) do cinema de Jean-Luc Godard.

A partir de 2009, o Laboratório de Análise Fílmica passou a ser composto por dois núcleos: o “Pepa”, que tem como objetos filmes de natureza ficcional, e o “Nanook”, dedicado ao estudo do cinema documentário. Para além de uma constante revisão teórica e acompanhamento dos projetos de pesquisa individuais de seus integrantes, o LAF tem promovido encontros e seminários para a difusão e discussão da cultura cinematográfica em Salvador e região, além de ter firmado acordos e parcerias com instituições de ensino e de pesquisa nacionais e internacionais (UFRB, Centro Universitário Jorge Amado, Universidade Aberta de Lisboa, Universidade Paris I – Panthéon Sorbonne e Filmuniversitaet Babelberg Konrad Wolf).

DESTAQUES

LAF ENTREVISTA

LOGOS-HOME3