O Panamá tem uma produção cinematográfica ainda tímida que se estende a co-produções com outros países latino-americanos e documentários, gêneros mais explorados visto que estes dependem menos de financiamentos públicos e privados. Em contrapartida, no ano de 2013, visando um possível crescimento do cinema panamenho, o governo anunciou a criação do Fondo Nacional de Cine, onde seria investido mais de 2 milhões de dólares para a produção de 12 filmes de longa metragem. Contudo, apenas parte do dinheiro para a criação desse fundo audiovisual foi distribuída e o cinema deste país segue em pausa.

Dentro da área de cinema musical, de acordo com o IMDB, o país conta com apenas duas produções musicais. O primeiro é o longa metragem Préstamela esta noche (1977), uma co-produção com a Espanha e que teve mais de 1 milhão de espectadores no país. Dirigido pelo argentino Tulio Demicheli o filme é uma comédia, contando a história de Manolo que deseja ser um cantor de ópera. Esse é o filme de maior sucesso do ator e cantor espanhol Manolo Escobar, que interpreta o personagem principal e possui o mesmo nome de seu personagem.

O segundo filme, lançado apenas 11 anos depois, é o também longa metragem Jailbird Rock (1988), uma co-produção com a Argentina e os Estados Unidos que conta a história de uma garota dançarina que sonha com a fama e que acaba numa penitenciária feminina.

Outro fator interessante para o indústria de cinema panamenha é a criação, em 1972, do GECU, Grupo Experimental de Cine Universitário, sendo um dos principais exponentes da sua cinematografia. Ligado à Universidad do Panamá, o grupo realiza documentários e programas de rádio e de TV veiculados nos canais abertos do país. Mesmo não sendo listado no IMDB, o GECU realizou um documentário musical de grande relevância para o Panamá chamado Tambo Jazz (1922-1993) feito por Gerardo Maloney e promove encontros musicais dos pioneiros do jazz panamenho como Luis Russell e contemporâneos como Victor Boa.

Victor Mota

Referências

SOTILLO, Irlanda; GUEVARA, Helkin. El fondo sin fundos para el cine panameño. La prensa. Notícia de jornal. 17 de abril de 2015. Disponível em: www.prensa.com Último acesso em 30 de maio de 2015.

Panamá crea fondo para promover la indústria del cine. Disponível em: Panamá crea fondo para promover industria del cine Leer más: www.mundo.sputniknews.com. Último acesso em 30 de maio de 2015.

Blogs, Sites e Publicações

Blog Cine Panameño, com texto extenso sobre a história do cinema no Panamá e outros artigos. (Blog Soberania Cultural) – www.nuevocineliberacion.blogspot.com.br

Breve texto sobre História do Cinema panamenho. Revistas Excelencias. – www.revistasexcelencias.com

Breve Historia del Cine Panameño (Blog Internatural, publicado originalmente no publicado na edição No14 da REVISTA LOBBY – internatural.blogspot.com.br

Órgãos Representativos

Asociación Cinematográfica de Panamá-ASOCINE – www.asocinefilmservice.com